nome

Retrospectiva do ano de 2018

Publicado em 17 de dezembro de 2018
Autor: Mateus Ávila Isidoro

O ano de 2018 foi um ano difícil, de altos e baixos bem acentuados. Falar sobre o ano anterior ajuda a estabelecer um planejamento mais justo e ter qualidade de vida.

Comecei o ano sabendo que eu tinha que buscar agências que tinham bons projetos. Eu sabia que os contatos que eu tinha estabelecido eram fracos, com ticket médio por site de um valor que julgava insuficiente e a qualidade muito baixa, comprometendo a qualidade do meu portfólio. Este objetivo foi parcialmente conquistado, tendo conquistado a parceria de uma ótima agência e quase dando certo um projeto de freela internacional. Acredito que estabelecer bons relacionamentos via contrato podem ser o grande upgrade para o ano que vem.

Na Café das 4, que trabalho na jornada comercial, tivemos um ano cheio de projetos legais, como o excelente Geek & Game, ExpoFranchising, Skate Total Urbe e Rodrigo Sha. Foi um ano que estive muito estressado com meus chefes e colegas de trabalho, imagino que preciso ser mais paciente e melhorar nisto. A saúde mental tornou-se algo que preciso melhorar urgente.

O ano em tecnologias

Foi um ano de consolidação das tecnologias que aprendi em 2017, tais como Vue.js, plugins em WordPress e Woocommerce. Percebi que tanto Vue.Js e React estão virando as tecnologias que terão maior crescimento no ano que vem. Estudar React pode vir a ser um plus para minha carreira.

O ano que voltei a participar de eventos

Fiquei muitos anos isolado no mundo remoto, e senti que precisava melhorar o meu networking e aprender novas tecnologias. Nisto fui para o Front in Floripa, um excelente evento para discutirmos as tendências da área. Revi grandes amigos, conheci gente muito competente, e senti que posso fazer mais pela comunidade. A partir deste evento, conheci os meus irmãos de código de Blumenau. Ano que vem deveremos fazer e participar de eventos para conhecer melhor nossa realidade.

O ano que (re)criei meu blog

A partir da palestra do Felipe Fialho, comentando de que open source precisa de toda ajuda necessária, resolvi criar um blog para discutir questões e códigos que julgo necessário. Neste primeiro momento, está bastante analítico, mas estou preparando conteúdos mais técnicos para ser base de apoio para colegas que enfrentam situações complicadas. Imagino que toda a ajuda seja necessária. 🙂

O ano que deixei minha saúde física e mental em frangalhos

Se a parte profissional evoluiu bastante, a parte física e mental foi um desastre completo. Deixei de praticar dança de salão, que era um dos meus hobbies, e fiquei mais em casa. Tenho tido muitas dores nos ombros e nas costas, por trabalhar bastante. Engordei 3 quilos, chegando a 101! E quando não há lazer, o corpo não dá conta. Quero voltar a fazer atividade física ano que vem – urgente!

O ano que aprendi a dirigir

Este foi um ano que começou com o desafio de tirar a carteira de motorista, e dominar um carro. Ainda tenho medo de dirigir, mas já to tendo prazer em dirigir por bastante tempo. Neste fim de semana, dia 15 de dezembro, fiz a minha primeira viagem para Pomerode, uma cidade aqui ao lado. Foi uma experiência sensacional, quero que ano que vem eu faça mais viagens.

E o próximo ano?

Acho que 2019 deve ser um ano de grandes decisões. Para facilitar, eu vou listar aqui o que gostaria de que acontecesse:

  • Aprender React, só pra afirmar que Vue Js é melhor (hauhauha)
  • Aprender Woocommerce o suficiente para oferecer a clientes
  • Aprender SASS
  • Viajar de carro para Floripa, Braço do Norte (ver minha mãe e meus irmãos), e em outros lugares
  • Voltar a dançar
  • Participar dos eventos de desenvolvimento de Blumenau e região.
  • Fechar parcerias com mais agências legais
  • Criar um contrato para evitar cliente caloteiro
  • Cuidar mais da minha saúde física e mental

Acho que dá, organizando o planejamento destas tarefas.